Empresas que estão mudando a mobilidade de São Paulo

Todo mundo já sabe que o trânsito em São Paulo pode ser caótico. Temos visto, entretanto, várias iniciativas do poder público e dos habitantes que estão construindo uma nova imagem para a cidade, com soluções criativas para melhorar sua mobilidade.

Mas as empresas também estão fazendo sua parte! Existem diversos negócios que nasceram para resolver questões relacionadas ao transporte, facilitando compartilhamento de veículos, entregas inteligentes e caronas. Veja a lista de empresas que estão transformando a mobilidade em São Paulo:

1. Pegcar

Divulgação.

O número de veículos em São Paulo é gigantesco, mas isso não significa que eles sejam utilizados da forma mais inteligente. Por um lado, muitas pessoas não têm acesso ao carro próprio, por outro, alguns deixam seus veículos parados na garagem.

O Pegcar é uma empresa que facilita o compartilhamento de carros, possibilitando que quem precisa de um veículo em uma ocasião pontual possa alugar a um preço acessível. Enquanto isso, quem deixaria o carro parado, pode aumentar a renda por meio das locações. Toda a segurança do processo é garantida pelo Pegcar e, durante a locação, os carros ficam cobertos por seguro. Continuar lendo

Conheça as Melhores Empresas para Trabalhar

Exame Expresso

Este ano, o ranking das Melhores Empresas para Trabalhar (MEPT) é liderado pela Hilti Portugal e o top 3 inclui ainda a Philips Portuguesa, na segunda posição, e a KW Business, em terceiro lugar. Na segunda-feira passada, ao final do dia foram divulgadas as vencedoras, numa cerimónia realizada na AESE Business School em Lisboa.

Envolvendo um universo total de cerca de 42.500 colaboradores das companhias concorrentes, sediadas um pouco por todo o país, o Prémio Melhores Empresas para Trabalhar (MEPT), publicado pela EXAME, é um dos maiores estudos de satisfação no local de trabalho realizado em Portugal. Embora em novos moldes face ao modelo inicial, pretende-se desta forma dar continuidade ao estudo iniciado em finais do ano 2000 que já distinguiu inúmeras empresas nacionais e filiais de grandes multinacionais. Continuar lendo

Pesquisa revela perfil das empresas de consultoria brasileiras

Os consultores de negócios brasileiros esperam um aumento no faturamento em 2017. No total, 83,2% têm boas expectativas para o próximo ano, enquanto 14,3% esperam manter os resultados no mesmo patamar. Apenas 2,5% preveem queda nas receitas.

Os dados são da pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil, divulgado na última sexta-feira (14) pelo Laboratório da Consultoria, e conduzida pelo consultor Luiz Affonso Romano. O estudo aponta ainda que há uma forte tendência de contratação pelas empresas de consultoria no setor privado: 73% esperam ampliar o quadro de profissionais, enquanto 21% planejam reduzir e 5,7% devem manter. Continuar lendo

Pesquisas via mobile são até 75% mais eficientes do que as feitas presencialmente

O ditado pode parecer batido, mas permanece verdadeiro: tempo é dinheiro. Por isso, para entender melhor seu público, saber em quais áreas investir, o que deve ser melhorado e como a marca é vista pelas pessoas, é frequente que empresas contratem pesquisas de público para descobrir em que pé estão e como podem aumentar seu alcance junto ao consumidor.Já de cara, o PiniOn, aplicativo mobile de pesquisas para diversos nichos, chega com uma característica que nenhuma outra empresa tem: ela entra na casa do respondente e ganha acesso a informações que outras empresas não têm. Esse aspecto, aliado com a eficiência da plataforma, que combina praticidade de respostas com economia de custas, transforma o PiniOn em uma ferramenta precisa e viável para todo o tipo de pesquisa e questionário. Continuar lendo

Pesquisa aponta despreparo para contratação de pessoas com deficiência

Segundo percepção dos profissionais de Recursos Humanos pesquisados:

• 86% ainda contrata somente para cumprir a cota estabelecida por lei
• 35% afirma que o mercado está retraído e 9% afirma ser inexistente
• Apesar do conhecimento da lei, falta de informação ainda é barreira Continuar lendo

Líder em soluções biológicas está entre as 100 mais inovadoras da lista Forbes

A revista norte-americana Forbes divulgou a lista de 2016 com as 100 companhias mais inovadoras do mundo (The World’s Most Innovative Companies). As escolhas são feitas por especialistas que identificam empresas atualmente inovadoras e com o mesmo potencial de inovação para o futuro. Para ter chances de figurar na lista, as empresas precisam ter, no mínimo, sete anos de dados financeiros públicos e US$ 10 bilhões em capitalização de mercado. Continuar lendo

Empresas de telefonia e bancos dominam lista de reclamação do Procon

Quatro companhias do ramo estão entre os dez maiores alvos de queixas dos consumidores; Oi, Claro e Vivo encabeçam lista

O ranking do Procon Goiânia mostra que, em setembro, os maiores alvos de reclamações dos consumidores goianos seguem sendo as empresas de telefonia. As três primeiras colocadas, Oi, Claro e Vivo, além da Tim, que aparece na quinta colocação, são do ramo.

Completam a lista os bancos Caixa Econômica Federal (4º) e Bradesco (6º), a Novo Mundo Móveis e Utilidades (7º), a Sky (8º), a Samsung (9º) e a Celg (10º).

Segundo o superintendente do órgão, Fernando Valadares, as principais reclamações sobre as empresas de telefonia são sobre cobranças indevidas ou abusivas e, ainda, sobre serviços fornecidos de forma parcial ou incompleta.

Especificamente sobre a Oi, no entanto, pesa a situação de recuperação judicial por que passa a empresa. Para Fernando, o grande volume de demissões acabou afetando o atendimento ao consumidor.

No que diz respeito aos bancos, o superintendente afirma que as queixas se devem principalmente à greve dos bancários, que prejudicou o serviço das agências. Além disso, pontua, consumidores se queixam de cobranças indevidas e de falta de alternativas disponibilizadas pelas empresas para que o consumidor consiga ser atendido.

Por fim, quanto à Celg, ele ressalta a reclamação quanto à demora para religar a luz depois de realizar o corte de energia. “Cobrança indevida/abusiva, ocasionada por muitas vezes por erro de leitura ou de sistema, são também bem recorrentes,” destaca ele.

Para registrar dúvidas ou reclamações, os consumidores podem utilizar as redes sociais do Procon Goiânia ou ir diretamente à sede do órgão, na Avenida Tocantins, nº 191, Centro (Com informações da Prefeitura de Goiânia).

Confira a lista completa:

1º. Oi
2º. Claro
3°. Vivo
4°. Caixa Econômica Federal
5°. Tim
6°. Bradesco
7°. Novo Mundo Imóveis e Utilidades
8º. Sky
9°. Samsung
10º. Celg

Contratações e salários de TI permanecem estáveis, comprova pesquisa

Pesquisa anual da Hays, em coautoria com a ESPM, aponta tendências, salários e benefícios dos profissionais brasileiros. De acordo com o levantamento, as remunerações média, de um modo geral, ainda não tiveram queda, pois há um número limitado de candidatos com as capacidades técnicas e comportamentais necessárias para os desafios de hoje. E a demanda por profissionais com flexibilidade, capacidade de mudança e adaptação ao ambiente continua alta.

Em 2015, houve um aumento de 10% na quantidade de profissionais que receberam aumento salarial em comparação ao ano anterior. A diversidade de gêneros continua a ser uma questão a ser trabalhada, porém, 71% dos empresas responderam que manteriam ou aumentariam seus investimentos em RH em 2016, como um reflexo da importância de se ter as pessoas certas este ano e maximizar a produtividade da força de trabalho.

haysespm2016b

A amostra do estudo é composta em sua grande maioria por gestores e profissionais técnicos. A amostra final de pesquisa possui 3.600 respondentes (3.200 profissionais e 400 empregadores). Entre eles, 69% possuem idade entre 31 e 50 anos, 77% são pós-graduados e 82% estão empregados no momento (uma diminuição de 9% em relação ao ano anterior). Dos empregados, 67% ocupam cargo de gestão (sendo 15% em alta gestão), 20% recebem mais de R$ 20 mil por mês (em 2014/15 apenas 12% recebiam essa quantia) e 74 % consideram mudar de emprego em 2016 (5% a menos do que em 2014/15).

Continuar lendo

Parente: em 5 anos, Petrobras pode ser 4ª ou 5ª maior empresa do setor no mundo

Caso se confirmem as expectativas do presidente da Petrobras, Pedro Parente, em três anos, a estatal voltará a crescer para, em cinco anos, se tornar a quarta ou quinta maior empresa do setor, com uma produção de 3,4 milhões de barris de óleo e gás por dia. A projeção foi apresentada por Pedro Parente ao presidente Michel Temer, em reunião no Palácio do Planalto. Continuar lendo

“Boas empresas” recrutam mais facilmente, retêm os melhores e pagam menos

Há rankings que nos ajudam a a perceber quais são algumas das boas empresas para trabalhar. Mas alguns destes rankings estão enviesados pois só contabilizam empresas que se candidatam aos mesmos, o que leva muitas vezes a verdadeiros “concursos de beleza” e não a uma análise profunda das organizações

Falar de boas empresas para trabalhar é falar de Employer Branding, ou seja, empresas que são percepcionadas, pelos diferentes stakeholders (sobretudo pelos empregados actuais, ex-, e potenciais), como organizações em que é trabalhar. Continuar lendo